Os presentes de Páscoa

Tempo de leitura: 3 minutos

Hoje você deve estar cheio de chocolate, principalmente se convive com padrinhos e avós. Os meus moram longe. Teve um ano que fomos a Porto Alegre na casa de minha madrinha Carla, e na caça aos ovos encontrei 7 deles, pensa numa alegria!

A Páscoa é o dia em que Jesus ressuscitou, ele morreu para que pudéssemos ser salvos do pecado, e no domingo ele viveu para mostrar sua vitória sobre o mal. Aprendi na família e na igreja o verdadeiro motivo da comemoração e é muito importante sempre lembrar disso.

Claro que eu gosto da história do coelhinho que traz ovos de chocolate, muitas vezes eu ficava imaginando onde seria a fábrica. Eu imaginava uma cozinha imensa com uma “Coelha” de avental, com panelas gigantes, preparando os ovos. Talvez por isso que eles sejam tão caros, não deve ter tantos coelhos que sabem fazer chocolate!

Por isso, neste ano, eu pensei em fazer algo diferente. Eu pensei em FAZER os ovos. Pesquisei na internet e descobri que para fazer ovos de Páscoa é preciso um chocolate especial, chamado “chocolate fracionado” que é mais fácil de manusear, formas de plástico e algumas guloseimas se quiser recheá-los. Meu pai comprou o material e guardamos para fazer os ovos na quinta-feira, pois eu não teria aula e com isso haveria mais tempo livre. Mal podia esperar! Com a ajuda de minha mãe, derretemos o chocolate em banho-maria, e despejamos uma fina camada na forma, colocamos no freezer por um tempo. Depois disso, colocamos mais chocolate com alguns flocos de arroz para ficar crocante e os recheamos com brigadeiro e beijinho, embalamos e guardamos para o grande dia. Gastamos menos de R$ 50,00 para fazer quatro ovos grandes, eu me diverti fazendo e, claro, muito mais, os comendo!

No sábado à tarde passou um programa de TV com um teste: ovos de pascoa, pague 2 leve 1 por R$40,00. Minha mãe me chamou para ver, e eu fiquei curioso, como assim, pagar por dois ovos e só levar um? Qual seria o motivo daquela “promoção”? A atriz que fazia o papel de vendedora sem os outros saberem explicou para as pessoas que paravam:

– Você compra dois ovos, um fica com você e outro vai ser doado para crianças carentes.

Várias pessoas não aceitaram, até que se aproximou um homem e sua filha, que passeavam na praça estudando para a prova de história, a menina pediu ao pai que comprassem os ovos, um seria dela e o outro seria doado. Como era um teste para ver quem tinha o coração generoso, o pai e a menina foram premiados, rodaram uma roleta e receberam 50 vezes o que tinham de dinheiro no bolso, mas o maior presente mesmo foi o gesto de amor que praticaram. Separei um dos ovos que fizemos para doar também.

Quem pensa só para si é egoísta e isto não é bom. Podemos compartilhar ovos de chocolate, brinquedos, roupas, etc., com pessoas que não os têm, são presentes para quem recebe e também para quem os dá, pois ajudar quem precisa conforta o coração.

Dica do Érico: Receber chocolate é bom, fazer é ótimo, compartilhar é muito melhor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *