O mundo muda, os sonhos também

Tempo de leitura: 1 minuto

Muitas vezes ouvi algumas pessoas falando sobre a importância de comprar uma casa ou um apartamento. Quando comecei a juntar meu dinheiro no pote do futuro, o objetivo era para quando eu tivesse meus 18 anos, pudesse montar um negócio, e com o lucro desse negócio, comprar uma casa, um carro, começar minha vida.

Também tenho o desejo de fazer uma faculdade, de preferência em outro país, para conhecer a cultura, o clima, conviver com coisas diferentes, além de aprender mais e ter uma profissão.

Na semana passada tive o prazer de dividir o palco com Gustavo Cerbasi, eu fiz a palestra de introdução e depois ele falou por duas horas sobre as finanças na família. Uma parte que me chamou a atenção foi sobre como as coisas mudam, principalmente sobre aquelas coisas que eu tinha como certas para mim.

Será que eu preciso usar o lucro do meu negócio para comprar um carro ou uma casa? Hoje, quando meus pais não podem me buscar em alguma das atividades que eu faço, abro um aplicativo e chamo um carro. Não preciso gastar um monte de dinheiro comprando um.

E se em vez de eu comprar uma casa, morar em um flat? Com isso, eu teria mais facilidade de mudar se precisasse.

E se eu for estudar em Vancouver, e não me acostumar com o frio e o tempo úmido, e quiser mudar para Singapura? E se eu puder fazer cursos rápidos em vários locais em vez de estudar 5 anos no mesmo curso e lugar?

São perguntas importantes na hora de decidir. Enquanto isso, vou sonhando e juntando meu dinheirinho, pois como já disse por aqui, se de grão em grão a galinha enche o papo, de pouco em pouco eu fico milionário! E decidir com dinheiro é melhor do que decidir sem ele.

Dica do Érico: Sonhe, guarde dinheiro para conquistar, mas se no meio do caminho aparecer um sonho melhor, não hesite em mudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *