Lições que marcam

Tempo de leitura: 4 minutos

Esses dias eu estava conversando com minha mãe, e ela me perguntou:

– Érico, quais as lembranças mais marcantes na sua vida?

Ela me pegou de surpresa, e eu tive que pensar um pouco para responder, afinal de contas, tem muita coisa boa, engraçada ou que me deixou sem graça… E aí selecionei 3 coisas, onde cada uma me trouxe uma lição.

Mas Érico, este blog não é sobre dinheiro? Também! Mas para que serve o dinheiro? Para ter uma vida boa e cheia de experiências! Então vamos lá!

A primeira delas aconteceu em um passeio nas férias com minha família, nós fomos ao Beto Carreiro World, em Santa Catarina. É um parque super legal, cheio de brinquedos radicais. Eu tinha 6 anos, e recém tinha começado a receber minha semanada, E aquele passeio não era com o meu dinheiro, então foi mais legal ainda! Brincamos bastante, eu não quis ir na montanha-russa pois naquela época eu tinha um pouco de medo de altura. Vimos um toboagua, o tchibum, a gente subia em um tronco e passava por duas quedas, a primeira tinha uns dois metros, e a segunda tinha mais de 5! Eu fiquei com medo por causa da segunda descida e não queria ir, ela parecia apavorante, mas então minha mãe disse:

– Neste brinquedo as crianças pequenas só vão até a primeira queda, depois dela a gente desce, tudo bem?

Com a minha inocência de criança, eu acreditei e fui, ficamos uma meia hora na fila e chegamos ao toboagua, subimos e começamos a andar, e então veio a primeira queda, já tinha dado aquele friozinho na barriga. Eu achei que a gente ia sair, logo que passamos na frente da entrada, pois o brinquedo era circular, e eu comecei a gritar:

– Tio, tio!!! Eu sou uma criança pequena não posso ir na queda grande, tio, TIIIIIOO!!!

Mas já era tarde demais, e quando fomos na segunda descida, aqueles 5 metros pareciam ser 10, eu fiquei com muito medo, mas por outro lado foi bem divertido, e se não tivesse ido não teria a sensação de liberdade e de que pode ser muito melhor do que se imagina, se você vencer os seus medos e tiver a mão dos seus pais para lhe segurar!

Lição: quando for em algum lugar, vença seus medos e aproveite!

A segunda lembrança é muito engraçada e motivo de piada até hoje. Quando eu tinha por volta de 4 anos, eu, meus pais e meus avós fomos para a praia, e ficamos em um apartamento de temporada, no 6º. Andar. O prédio tinha elevador, e quando chegamos, os adultos estavam com malas e minha mãe falou:

– Érico, chama o elevador por favor.

Eu, muito prestativo, fui até a porta e gritei:

– Elevadoooorrr!!!

Nesse momento todos riram muito, e depois minha mãe apertou o botão mostrando como fazia.

Lição: quando não souber como fazer algo, pergunte!

O terceiro fato marcante é recente. Nos últimos dois anos muita coisa boa aconteceu na minha vida, porque eu tive incentivo e coloquei em prática: escrever os livros, dar entrevistas, participar do encontro com Fatima Bernardes, participar da Bienal Internacional do Livro em SP, conhecer Mauro Calil e ser entrevistado por ele na Academia do Dinheiro, palestrar com Gustavo Cerbasi…

Tudo isso foi muito intenso, e aprendi em cada situação, com cada pessoa que conheci e tirou um tempo para me dar atenção. E um dia organizamos uma atividade diferente: gravar um curso digital! Eu estava com medo, pois era algo bem diferente de tudo o que eu já tinha feito.

Estava eu, minha mãe, e um amigo nosso, Marco Aurélio Simioni. Ele é amigo da minha mãe, e ficou meu amigo também. Mas o digital é diferente porque não tem público na frente, então tem que aprender a agir com naturalidade e ao mesmo tempo empolgar quem assiste. O Marco me ensinou como fazer, dicção (modo de falar), postura e até a entonação de voz. Ele é palestrante e coach, tem experiência e não hesitou em me mostrar como faz! O Marco é também pai do meu melhor amigo, Ricardo, que veio junto e fez uma participação especial no capítulo bônus, onde ensinamos a jogar o Din-Din. O curso foi uma coisa marcante para mim pois além de ser divertido fazer, compartilhando a mensagem de que cada um pode fazer o que eu fiz, basta querer e colocar em prática!

Lição: aprenda com os melhores, você vai fazer seu próprio estilo.

E o que estas lições tem a ver com dinheiro? Toda vez que você faz algo que o deixa melhor, você está se preparando para fazer dinheiro em algum momento. Vencer os medos, perguntar e aprender com os melhores fazem de você uma pessoa mais bem preparada para o mundo!

Bem, eu te vejo na próxima e fui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *